Para CNA, queda do PIB da agropecuária já era esperada

Os números negativos do Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária brasileira no terceiro trimestre do ano vieram dentro das expectativas da presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, senadora Kátia Abreu (DEM-TO). "Os números não trouxeram surpresa para o setor. O que fez o PIB cair foi a redução de 10 milhões de toneladas de grãos de 2008 para 2009, passando de aproximadamente 144 milhões de toneladas para perto de 134 milhões de toneladas", disse a senadora.

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

10 de dezembro de 2009 | 15h10

De acordo com os dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o PIB agropecuário do terceiro trimestre recuou 9% na comparação com idêntico período do ano passado e caiu 2,5% ante o segundo trimestre deste ano. "Nossa safra é medida quando é plantada e só se planta uma vez por ano", comentou Kátia Abreu.

A presidente da CNA voltou a apresentar sua expectativa para a safra de grãos em 2010, que deve somar algo em torno de 140 milhões de toneladas. "Não é um volume próximo ao recorde (de 144,1 milhões de toneladas verificado na safra 2007/2008), mas acredito que possamos compensar a queda do ano passado e voltar a crescer", considerou. Na safra 2008/2009, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção brasileira de grãos foi de 135,1 milhões de toneladas.

Tudo o que sabemos sobre:
PIBIBGEagropecuáriaKátia Abreu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.