carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Para consumidor, desemprego é maior preocupação

O aumento do desemprego é apontado pelos consumidores como o principal fator que poderia afetar o desempenho da economia brasileira este ano. De cinco alternativas apresentadas, o desemprego foi citado por 55% dos mil brasileiros entrevistados pela pesquisa Pulso Brasil, da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) em parceria com o instituto Ipsos Public Affairs. Em seguida, vieram o aumento da inflação, com 36% das respostas, e a elevação dos juros, apontada por 35% dos entrevistados.Para a Fiesp, pode-se inferir dos resultados otimistas para 2008 que quem está empregado não teme a perda do emprego e quem está desempregado está mais confiante em conseguir uma colocação. A opinião de que o desemprego é o maior fator de risco para o desempenho econômico este ano foi compartilhada por 65% dos entrevistados com escolaridade até o primário. Esse número cai para 45% entre os que iniciaram o curso superior.Apesar de noticiada com grande destaque pelos meios de comunicação, a crise americana é considerada um fator de risco por apenas 17% dos entrevistados. Na avaliação da Fiesp, isso sugere que, no momento , não há indícios de que o consumidor vai alterar seu comportamento ou mesmo suas expectativas por conta da crise externa. A pesquisa foi feita entre os dias 23 e 30 do mês passado, em 70 cidades e 9 regiões metropolitanas. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

MARCELO REHDER, Agencia Estado

17 de fevereiro de 2008 | 08h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.