Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Para Delfim, PIB deve crescer 3,6% ou 3,7% em 2012

O ex-ministro da Fazenda Delfim Netto afirmou que o Produto Interno Bruto (PIB) do País deve crescer 3,6% ou 3,7% neste ano. Ele acredita que o nível de atividade deve pegar tração nos próximos meses a ponto de levar o produto interno bruto para um patamar de expansão de 4% no quarto trimestre ante o mesmo período de 2011. "Mas o PIB será aquilo que construirmos, a questão está aberta", disse.

RICARDO LEOPOLDO, Agencia Estado

18 de abril de 2012 | 14h31

Delfim destacou que o PIB do País subiu 2,7% em 2011 sobretudo porque a indústria ficou estagnada e apresentou um incremento de apenas 0,1%. "Se a indústria tivesse crescido entre 3% e 3,5%, como foi registrado nos últimos anos, o produto interno bruto teria crescido 3,8% no ano passado", destacou. Ele fez os comentários antes de participar de um seminário promovido pelo Sebrae em São Paulo, que terá a participação do prêmio Nobel de Economia, Paul Krugman.

Tudo o que sabemos sobre:
SebraeseminárioDelfim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.