Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Para Dilma, criação de banco dará segurança ao Brics

A presidente disse que o banco terá a função de financiar investimentos em infraestrutura dos países membros e atuar no contingenciamento de reservas internacionais

NIVALDO SOUZA, Agência Estado

15 de julho de 2014 | 14h00

A presidente Dilma Rousseff usou, nesta terça-feira, 15, sua conta no microblog Twitter para comentar a criação do banco do Brics, grupo de economias emergentes que além do Brasil tem Rússia, Índia, China e África do Sul. O grupo de países realiza a 6ª reunião de Cúpula em Fortaleza nesta terça-feira para formalizar a criação do banco do bloco. "Os Brics vivem momento especial devido ao fortalecimento de duas iniciativas que estão sendo debatidas durante este encontro em Fortaleza", disse a presidente.

De acordo com Dilma, o banco terá duas funções: financiar infraestrutura e atuar no contingenciamento de reservas internacionais. "A segunda (iniciativa) é uma linha de contingenciamento de reservas, um seguro dos Brics contra a instabilidade do mercado financeiro internacional", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
BRICSDILMA ROUSSEFF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.