Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Para distribuidoras, preço do leilão de energia está baixo

O presidente da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), Luiz Carlos Guimarães, disse que os preços iniciais definidos pelo governo federal para o megaleilão de energia existente, que está sendo realizado hoje num hotel de São Paulo, ficaram abaixo das expectativas. "Os preços chegaram perto da média que achamos que seriam praticadas", disse.Segundo Guimarães, a expectativa é de que os preços do leilão ficarão muito próximos dos valores médios dos contratos iniciais de energia, cujo término vem ocorrendo em etapas nos últimos anos. "Os preços destes contratos oscilam entre R$ 65,00 e R$ 70,00 por MWh", disse. De acordo com o presidente da Abradee, "a impressão é de que o leilão começou com patamares mais baixos até para reduzir o tempo de duração".Na 13ª rodada, encerrada pouco antes das 15h30 houve recuo de preço para os contratos a partir de 2005, enquanto os de 2006 e de 2007 permaneceram inalterados. O preço do megawatt-hora de 2005 foi cotado a R$ 65,00, após permanecer durante sete rodadas com o preço de R$ 66,40 (o valor de abertura foi de R$ 80,00). Para 2006 os preços ficaram em R$ 74,60 (a cotação de abertura foi de R$ 86,00), enquanto o de 2007 foi cotado a R$ 80,90 (o preço de abertura foi de R$ 93,00).

Agencia Estado,

07 de dezembro de 2004 | 15h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.