coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Para evitar demissões, indústria reduz jornada, diz Ipea

A indústria ajustou a jornada de trabalho para segurar o emprego, revelou a pesquisa "Mercado de trabalho - conjuntura e trabalho", divulgada nesta quinta-feira pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Para evitar demissões em um período de atividade mais fraca, a indústria voltou a reduzir as horas trabalhadas e manteve o emprego praticamente estável no período de janeiro a maio deste ano, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

FERNANDA NUNES, Agencia Estado

30 de agosto de 2012 | 12h17

O Ipea não divulgou o resultado do mercado de trabalho no semestre, por conta da ausência de informação completa da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que tem parte dos funcionários em greve desde junho.

Segundo o técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea, Carlos Henrique Leite Corseuil, somou-se ao ajustamento da jornada de trabalho na indústria o bom desempenho do mercado de trabalho de serviços. O economista acredita que, ainda que o Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre, que será divulgado amanhã, apresente resultados não tão otimistas, o mercado de trabalho poderá permanecer em ascensão.

"No ano passado, esperava que o mercado de trabalho já não fosse refletir resultados tão bons. Não me surpreenderei se também desta vez houver um descolamento entre PIB e mercado de trabalho", disse Corseuil.

Tudo o que sabemos sobre:
trabalhoboletimIpeademissões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.