Para Febraban, análise da Moody?s é mal fundamentada

A Febraban divulgou nesta noite nota à imprensa em que repudia a decisão da agência de classificação de risco Moody?s Investors Service de rebaixar o rating dos bancos brasileiros. Segundo a nota, a agência ?evidenciou mais uma vez sua percepção superficial do sistema bancário brasileiro?. A Febraban, de acordo com a nota, diz que, ao rebaixar os ratings de vigor financeiro de diversos bancos brasileiros e alterar a perspectiva de todos eles para ?negativa?, a Moody?s alegou desconhecer a solidez da economia brasileira e dos bancos no Brasil?. ?A economia brasileira enfrenta problemas circunstanciais e transitórios, mas suas perspectivas são positivas?, afirma a nota da Febraban. Os bancos brasileiros, de acordo com a entidade, apresentam indicadores econômico-financeiros sólidos, com alta liquidez e um grau de alavancagem confortável, inferior ao recomendado pelo Comitê da Basiléia. ?A Moody?s não entendeu, portanto, que as medidas (recentes do BC) foram tomadas no âmbito da política monetária e não em razão de algum tipo de risco apresentado pelas instituições financeiras?, diz a nota. ?Tampouco percebeu que se trata de intervenções temporárias que poderão ser revertidas rapidamente?, completa. A Febraban considera a análise da Moody?s ?apressada e mal fundamentada?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.