Para Fiesp, Copom deve manter Selic em 18%

O presidente da Fiesp, Horacio Lafer Piva, afirmou nesta terça-feira que o Copom deverá manter a Selic em 18% ao ano na reunião que começou hoje e termina amanhã. "A turbulência eleitoral terá o maior peso na decisão", explicou. Piva disse, no entanto, que há espaço para corte, principalmente se for levado em conta um cenário mais prolongado, de 18 a 24 meses. "Cautela em demasia pode nos condenar a crises sempre maiores", afirmou. Para a diretora do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp, Clarice Messer, na decisão do Banco Central pesará mais o curto prazo, no qual prevalece o ambiente eleitoral turbulento, do que o período de 18 a 24 meses que deveria ser levado em conta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.