Para Fiesp, fim da CPMF é 'vitória do Brasil'

Uma das principais vozes contra aCPMF, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp)comemorou nesta quinta-feira o fim da contribuição como uma"vitória do Brasil". "Representa uma sólida garantia de que vivemos um pleno eestável estado de direito. Foram ratificadas, em cada voto dossenadores, a independência dos poderes, o respeito àsinstituições e à liberdade cidadã na reivindicação de seusdireitos", afirmou Paulo Skaf, presidente da Fiesp, em nota. Ele ressaltou que agora é o momento de um maior controledos gastos públicos e de o governo aumentar a eficiência nosserviços públicos. (Reportagem de Vanessa Stelzer)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.