Para Fiesp, medida deveria atender a todos os setores

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, disse que a desoneração do ICMS para investimentos anunciada ontem pelo governo de São Paulo deveria ser estendida a todos os setores da economia. Segundo ele, há orçamento para essa ampliação porque parte da renúncia fiscal que o governo prometeu, no drawback paulista, não ocorreu. "Por que não deslocar esse recurso para tornar a desoneração mais justa?", questiona. Skaf vai analisar os setores que ficaram de fora da desoneração. "Se forem setores que têm investimentos previstos em 2009, vamos reivindicar que também sejam contemplados."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.