Para FMI, petróleo caro põe em risco expansão mundial

O Fundo Monetário Internacional (FMI) manifestou forte preocupação com o perigo que o aumento dos preços do petróleo representa para a prosperidade mundial. Os ministros, reunidos no encontro anual do FMI em Washington, disseram que aquilo que vêem como volatilidade (oscilação) do mercado de petróleo aumentou o risco de que a economia saia da rota de recuperação.O FMI prevê que a economia mundial vai crescer cerca de 5% este ano, a taxa mais elevada em 30 anos.No entanto, o Fundo está antevendo problemas ? preços elevados do petróleo podem funcionar como um imposto sobre o consumo e, com isso, pôr a economia em risco.O ministro das Finanças da Grã-Bretanha, Gordon Brown, que preside o Comitê Financeiro e Monetário do FMI, disse que a recuperação econômica foi desigual e que é preciso agir sobre os riscos para essa retomada, especialmente no que ele chamou de "países mais vulneráveis" ? países pobres que importam muito petróleo.Fazer o diagnóstico do problema, no entanto, é muito mais fácil do que resolvê-lo. Os ministros querem que os países produtores de petróleo aumentem a produção, embora ela já esteja perto da capacidade total.Eles também querem o que chamam de "transparência" no mercado ? o que, segundo eles, significa ter informações mais precisas sobre a oferta e a demanda. Os especuladores têm sucesso quando existe incerteza.Os ministros conseguiram avanços em outros temas discutidos na reunião do FMI, como a eliminação de dívida de países pobres. Os Estados Unidos estão mais simpáticos a algumas propostas nesse sentido. Não existe acordo ainda, mas ele está mais próxima do que estava antes da reunião.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.