Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Para França, Espanha conseguirá reduzir déficit

O ministro das Finanças da França, François Baroin, disse estar confiante que a Espanha cumprirá suas metas de redução de déficit, um dia após o anúncio de que o país vai cortar mais 27,3 bilhões de euros. Os custos de financiamento da Espanha têm subido desde que o governo afrouxou sua meta de déficit no início do mês de 4,4% para 5,3% do produto interno bruto (PIB). O país precisa baixar o déficit orçamentário para 3% em 2013, ante 8,5% do PIB em 2011.

AE, Agencia Estado

31 de março de 2012 | 15h10

"Temos confiança no governo espanhol. Há uma determinação verdadeira para alcançar os objetivos, especialmente para trazer o déficit de volta aos 3%", disse Baroin no encerramento do encontro dos ministros das Finanças da Europa (Eurogrupo), em Copenhague. Ele rejeitou preocupações de que os cortes no orçamento possam prejudicar mais do que ajudar um país que já enfrenta uma taxa de desemprego de 23%, a maior entre os 17 países da zona do euro. "Obviamente, as reformas são difíceis, mas são necessárias para dar impulso ao crescimento espanhol", disse.

Baroin também afirmou que a França quer acelerar os planos para uma diretriz europeia de resoluções bancárias. Segundo ele, o acordo da sexta-feira para aumentar a proteção da Europa coloca o continente numa forte posição para negociar um aumento dos recursos fornecidos pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
UEEspanhadéficitmetas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.