finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Para Gabrielli, chance de mudar concessões é positiva

O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, avaliou positivamente a proposta da Agência Nacional do Petróleo (ANP) de estabelecer contratos diversificados para diferentes campos exploratórios de petróleo e gás. ?Em linhas gerais, acho que é positivo para o País ter estruturas legais distintas para situações exploratórias diferenciadas. Ou seja, áreas com maior risco exploratório têm de ter uma estrutura legal diversa daquelas com menor risco e diferente de áreas maduras. Desde que não afete os contratos existentes.?Gabrielli reiterou que mudança da lei é uma avaliação que depende da decisão do governo brasileiro. ?A possibilidade de modificar a única forma que existe hoje no Brasil, que é a concessão, é uma coisa positiva. Existem situações diferentes em relação ao risco exploratório e diferentes quando se trata de campos maduros. É preciso tratar coisas diferentes de formas diferentes.?Ele descartou o risco de que o governo entregue à Petrobras, sem licitação, áreas de exploração. ?O que li aqui em Roma sobre as declarações que o diretor-geral da ANP (Haroldo Lima) deu à imprensa é que o País, e não a Petrobras, está pensando em ter alternativas de tratar coisas diferentes de formas diferentes. Isso é normal, acontece em todos os países.? As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

14 de novembro de 2007 | 09h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.