Divulgação
Divulgação

Para Goldman Sachs, nova equipe tem experiência e credibilidade

Avaliação é de Alberto Ramos, diretor de pesquisas do banco para América Latina, que destacou a formação sólida dos integrantes da equipe

Ricardo Leopoldo, O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2016 | 11h14

SÃO PAULO - A nova equipe econômica do governo, com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles, o presidente do BC Ilan Goldfajn e os secretários Carlos Hamilton Vasconcelos e Mansueto Almeida é "um dream team", com experiência e credibilidade, comentou ao Broadcast, serviço de informações da Agência Estado, Alberto Ramos, diretor de Pesquisas para a América Latina do banco Goldman Sachs em Nova York. "Todos os integrantes têm formação sólida e ótimos desempenhos nos setores público e privado", destacou.

Para Alberto Ramos, foi "muito oportuna e positiva" a posição do governo de que haverá uma proposta de reforma da Previdência Social em 30 dias. "É um tema muito necessário que precisa ser avaliado em detalhe, pois ele é essencial para a boa gestão das contas públicas, mesmo que seus efeitos diretos não ocorram imediatamente", comentou.

De acordo com Ramos, a autonomia técnica e operacional do Banco Central é também importante, pois protege o Copom de eventuais pressões indevidas para a administração da política monetária. "No geral, o primeiro movimento da Fazenda marca um bom início."

Tudo o que sabemos sobre:
Ilan GoldfajnAlberto Ramos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.