Para Lula, investimento da GM demonstra crédito no Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que a decisão da General Motors de investir mais US$ 240 milhões em sua fábrica, em Gravataí, demonstra o acerto da empresa em acreditar no Brasil. Para o presidente, esse acerto se dá não apenas pelo mercado potencial brasileiro, mas também pela mão-de-obra altamente qualificada que existe no País. "É uma garantia extraordinária para uma indústria do porte da GM, que quer também exportar qualidade e garantia", afirmou o presidente. Para ele, o anúncio da GM também é uma demonstração de que a indústria acredita que o País entrou em sua fase de crescimento sustentado.Lula lembrou que durante suas viagens internacionais busca convencer os empresários brasileiros a buscarem novos mercados e ao mesmo tempo convidar multinacionais a "experimentarem" o Brasil. Durante seu rápido pronunciamento, o presidente destacou que seu governo é a primeira experiência no País de levar estabilidade à economia sem a invenção de um plano econômico. "Não tenho Plano Lula, Palocci, Rigotto ou Tarso. O que existe é o cumprimento com seriedade do tratamento da coisa pública", disse. Na avaliação do presidente, o Brasil por anos se habituou a conviver com a inflação e diversos governos tentaram resolver a questão, "inventando planos de afogadilho", que acabaram por não resolver o problema.Durante o anúncio, o presidente mundial da GM, Richard Wagoner, afirmou que o investimento anunciado é um sinal de confiança da multinacional no futuro do Brasil e também de que a economia brasileira vai começar a crescer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.