Para Lula, Unasul abre caminho para BC e moeda comuns na região

O presidente Luiz Inácio Lula daSilva disse em seu programa de rádio semanal que a implantaçãode uma moeda única e de um Banco Central comum na América doSul serão consequências futuras da criação da União das NaçõesSul-Americanas (Unasul), que ocorreu na semana passada. "Isso (a criação da Unasul) vai facilitar que a gentenegocie com outros blocos em conjunto, isso vai facilitar...que nós possamos fazer mais obras de integração. Poderemosfazer mais rodovias, mais pontes, mais linhas de transmissão",disse Lula em seu programa semanal "Café com o Presidente". "Nós vamos caminhar para, no futuro, termos um BancoCentral único, para ter moeda única. Agora, isso é um processo,não é uma coisa rápida", acrescentou o presidente, que apontoua criação do bloco como "a realização de um sonho". Lula também foi otimista ao comentar a proposta brasileirade criação de um conselho regional de defesa, que não teveapoio da Colômbia. "Na reunião (a proposta) foi apresentada e ficou para quenos próximos 90 dias a gente possa elaborar melhor a proposta,tirar algumas divergências e a gente então poderá aprovar." Lula disse ainda ter conversado com o presidente colombianoAlvaro Uribe sobre o assunto durante encontro entre ambos emBrasília durante a reunião entre presidentes sul-americanos. Opresidente brasileiro afirmou ainda que viajará a Colômbia nodia 20 de julho. "Eu acho que as coisas vão se acertar" disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.