Para Mantega, decisão do Fed 'não muda nada'; cenário mundial é de desaceleração

Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Para Mantega, decisão do Fed 'não muda nada'; cenário mundial é de desaceleração

Para o ministro da Fazenda, ajuste da taxa de juros norte-americana sinalizado pelo Fed está 'sujeito a confirmação da recuperação da economia' do país

REUTERS

18 de setembro de 2014 | 13h40

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, avaliou nesta quinta-feira que o fato de o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, ter reafirmado a promessa de manter as taxas de juros perto de zero por um período considerável "não muda nada".

"Nós estamos em um cenário de desaceleração da economia mundial. Europa, China e Japão não estão com resultados bons. Então eu acredito que continuaremos ainda tentando superar essa recessão, por isso ao meu ver não modifica a velocidade de ajuste da taxa de juros norte-americana", disse o ministro ao ser questionado sobre as implicações da decisão do Fed.

Na véspera, o Fed ainda divulgou projeções que sugerem que poderá elevar o custo dos empréstimos de forma mais acentuada do que se pensava há alguns meses.

Para Mantega, o ajuste da taxa de juros norte-americana pode acontecer no próximo ano, "sujeito a confirmação da recuperação da economia" do país.

(Reportagem de Nestor Rabelo)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROMANTEGAFED*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.