Para Meirelles, crescimento também depende do setor privado

Em linha com seus últimos pronunciamentos, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, voltou a afirmar hoje que a economia brasileira já iniciou o processo de retomada da atividade. Em discurso feito na posse do novo presidente da Febraban, Meirelles destacou que "o pior ficou para trás" e que as perspectivas são hoje muito melhores do que as do início do governo. "Diversos setores já apresentam sinais claros de retomada do nível de atividade. Esses sinais estarão cada vez mais claros e disseminados por todos os segmentos", afirmou. O presidente do BC, como vem fazendo em seus discursos, ponderou que a retomada da atividade acontece primeiro nos setores mais sensíveis às condições de crédito, como bens de consumo duráveis e bens de capital. "É claro que existem setores que ainda não mostram sinais tão fortes de recuperação", afirmou. De acordo com ele, o crescimento sustentado depende de políticas corretas por parte do governo. Mas depende também das decisões dos agentes econômicos privados. "Não devemos temer o desafio de remover os entraves que ainda nos afastam do desenvolvimento sustentável", afirmou. Durante a cerimônia de posse do novo presidente da Febraban, Meirelles destacou ainda a solidez e a saúde do sistema financeiro nacional como fator fundamental para a retomada do crescimento do País. O presidente do BC reiterou, como de costume, que esse crescimento só será sustentável na medida em que o ambiente econômico seja estável e haja uma retomada dos investimentos". Lembrou também, como de costume, que a desaceleração econômica anterior se deveu ao forte ajuste das contas externas - mesmo que abaixo das verificadas em outros países - e disse que a rapidez de reversão daquele quadro negativo se deve ao trabalho responsável deste governo.

Agencia Estado,

19 Março 2004 | 20h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.