Para Meirelles, deterioração dos mercados é um ´aviso´

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, citou a fraqueza dos mercados financeiros nesta terça-feira ao argumentar que as decisões do Banco Central (BC) devem seguir uma estratégia sustentável e que a taxa de câmbio não se valoriza eternamente."Acho que (o comportamento dos mercados) de fato é um aviso de que nós não podemos basear a política econômica em dados de euforia momentânea. Nós temos que fazer uma política que seja sustentável a médio prazo", disse ao Senado quando questionado sobre o ritmo de corte do juro diante da melhora do risco Brasil - taxa que mede a desconfiança do investidor estrangeiro em relação à capacidade de pagamento da dívida do país -, entre outros indicadores. Ao rebater críticas sobre a valorização do real, Meirelles também recorreu ao comportamento dos mercados neste pregão. "Eu acredito que os fenômenos que estão acontecendo nos mercados mundiais a partir da noite passada... são uma boa lembrança aos mercados de que as taxas se movem em duas direções", afirmou. "Não existem movimentos unilaterais e essas apostas, se existem, podem estar erradas." Nesta terça-feira, os mercados brasileiros acompanhavam a deterioração global por preocupações com a China e a saúde da economia norte-americana. Às 13h30, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em queda de quase 4%. O dólar comercial é vendido a R$ 2,1020, em alta de 0,86%. Veja mais informações no link ao lado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.