Para o FMI, recessão global é improvável

É improvável que a economia global entre em recessão, agora que a guerra no Iraque parece estar a poucas semanas do fim, disse o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Horst Köhler. "Se a guerra acabar logo, que é o que eu espero - e é claro com uma vitória dos Estados Unidos -, isso ajudará a trazer a economia norte-americana e mundial de volta aos trilhos", disse Köhler em entrevista à Dow JonesSegundo ele, com os avanços obtidos pelos Estados Unidos no conflito contra o Iraque, os economistas estão voltando as atenções para outras fraquezas econômicas que vêm prejudicando o ritmo de recuperação desde o ano passado. Ele admitiu que o fim da guerra não resolverá todos os problemas econômicos do mundo. No entanto, Köhler prevê que a economia global terá expansão de "pouco mais" de 3% este ano. Esse crescimento pode desaparecer se a guerra no Oriente Médio se arrastar por meses e se os mercados de ações despencarem, mas segundo ele a convergência desse tipo de eventos é improvável.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.