Para Petrobras, preço do petróleo se consolidou

O presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra, disse hoje que decidiu reajustar os preços da gasolina e diesel após verificar que a cotação externa do barril de petróleo se consolidou entre US$ 35,00 e US$ 37,00, nos últimos 15 dias. Hoje, no mercado de Nova York, o barril encerrou o dia valendo US$ 37,59, uma queda de 2,24% sobre o fechamento de sexta-feira.Ele disse que os preços no Brasil ficaram insustentáveis após a alta do barril. Segundo ele, essa percepção ficou clara após a Opep anunciar um aumento na produção e, ainda assim, os preços internacionais terem se mantido elevados. Dutra acredita que após esse reajuste os preços da Petrobras estarão alinhados com o mercado internacional. Com o aumento da gasolina e do diesel, os valores retornam ao patamar verificado em 22 de abril de 2003. O presidente da Petrobras disse que continuará acompanhando as oscilações do mercado internacional e, se houver uma outra mudança, o assunto será analisado. Dutra não quis estimar quanto a Petrobras deixou de ganhar com a demora no reajuste e afirmou que os preços "atendiam aos interesses dos acionistas da Petrobras".Segundo o presidente da Petrobras, os reajustes de preços não têm relação com as últimas declarações do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, de que um aumento de até 11% na gasolina e diesel não traria prejuízo para a meta de inflação. Dutra disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi informado sobre o reajuste.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.