finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Para Pimco, Brasil pode aproveitar crise para recompra títulos

A Pimco, maior gestora de bônus deemergentes do mundo, acredita que países como Brasil, comgrande volume de reservas internacionais, podem se aproveitarda turbulência dos mercados para recomprar títulos. "Durante períodos de turbulência do mercado, paísesdevedores podem se beneficiar e recomprar sua própria dívida apreços mais baratos", afirmou Curtis Mewbourne, um dos chefesde mercados emergentes da Pimco, em relatório. "Com a acumulação de reservas em níveis tão altos,anteciparíamos a continuidade da atividade de recompra se osmercados continuarem voláteis", complementou. A Pacific Investment Management Co. (Pimco) espera que osspreads de dívida de emergentes aumentem nos próximos meses, àmedida que a demanda por títulos de alto rendimento cai devidoaos problemas de crédito nos Estados Unidos. A Pimco afirmou em relatório que investidores devem evitardívida da Argentina, do Equador, da Hungria, do Líbano e daTurquia --países mais vulneráveis ao aumento dos custos definanciamento. Já Brasil, México e Rússia devem se beneficiar porpossuírem amplas reservas internacionais para se proteger dasturbulências do mercado. "Em um mundo em que o crédito está mais escasso, adiferenciação e a seleção sofisticada de crédito se tornammuito mais importantes", ponderou Mewbourne.Os spreads dos bônus de emergentes medidos pelo índice EMBI+ doJP Morgan atingiu o recorde de baixa de 149 pontos-básicossobre os Treasuries dos EUA em junho, mas estava em 212 pontosnesta terça-feira. A volatilidade dos mercados financeiros deve continuar por"muitos meses", criando oportunidade para comprar dívida depaíses com fundamentos econômicos fortes, segundo a Pimco. (Por Elzio Barreto)

REUTERS

14 de agosto de 2007 | 15h41

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSEMERGENTESPIMCO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.