Para Schincariol, união entre Ambev e Interbrew será nefasta

O gerente de marketing da cervejaria Schincariol, Luiz Claudio Taya, disse hoje que a compra da AmBev pela belga Interbrew será "nefasta" para a concorrência no mercado brasileiro. "A força de negociação que terá esta nova empresa, de âmbito internacional, será nefasta para a concorrência no Brasil", disse.Taya disse que entre as vantagens competitivas da união estão as facilidades em comprar matérias-primas, que no caso da cerveja são, em quase sua maioria, importadas (lúpulo, fermento e cevada). Na visão dele, por negociar um volume considerável desses itens, a nova empresa conseguirá preços menores e se apropriará de margens maiores do que a concorrência.O executivo aposta que a nova companhia utilizará o grande número de marcas para, através de manobras de preços, impedir o crescimento e iniciar a deterioração dos concorrentes. Taya disse acreditar que a empresa realizará aumentos arbitrários, em detrimento dos interesses do consumidor. "Esperamos que o Cade intervenha neste caso e tenha uma postura tão firme quanto a que ele manteve nos casos Pão de Açúcar/Sendas e Nestlé/Garoto", disse. "Nossa esperança é que este negócio seja barrado". Ele informou que está estudando se vai entrar ou não com representação no Cade contra o negócio.Para ler mais: Ações da Ambev despencam e Bolsa fecha em alta de 0,48%Associação de minoritários terá reunião com AmbevAcordo com Interbrew não é favorável a minoritário da AmbevInterbrew fecha em alta de 2,61% na Bolsa de BruxelasAmbev terá gestão compartilhada, mas Interbrew detém controleFusão AmBev/Interbrew é destaque na EuropaAmBev tem lucro líquido de R$ 1,411 bilhões em 2003AmBev não está sendo comprada, diz InterBrewLucro da Interbrew subiu 9,1% em 2003, abaixo do esperadoAções da Interbrew caem 5,35% com anúncio de acordoAmbev e Interbrew anunciam termos de troca de açõesAmbev admite vazamento de informações sobre fusãoAmbev será investigada por uso de informação privilegiadaAmBev anuncia que negocia várias operações com InterbrewNegociação AmBev-Interbrew derruba ações na Bélgica

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.