Para solteiros, sem filhos, transição é mais fácil

Sair de uma startup para trabalhar em uma empresa social pode ser uma mudança radical no estilo de vida de qualquer pessoa. Para Alex Tourk, porta-voz da San Francisco Citizens Iniciative for Technology and Innovation, é mais fácil para os jovens solteiros e sem filhos dar esse salto. "Os mais velhos, porém, mudam de carreira ao perceber que não vão enriquecer e podem fazer algo importante com seus talentos", contou ele.

O Estado de S.Paulo

18 de março de 2014 | 02h05

É o caso, por exemplo, de Marc Abbyad, que sonhava em levar tecnologia para países em desenvolvimento. "Eu gostava do meu trabalho, mas queria ter uma atividade que não iria apenas rechear a carteira dos acionistas", disse Marc, que mudou de ideia ao acompanhar a mulher numa viagem de estudos para o Malawi. Hoje, ele é gerente da MedicMobil, que produz tecnologia móvel para assistência médica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.