Para Soros, mundo vive pior crise desde a 2a Guerra Mundial

O bilionário investidor George Sorosdisse que o mundo está enfrentando sua pior crise financeiradesde a Segunda Guerra Mundial e que os Estados Unidos sãoameaçados pela recessão, segundo entrevista ao jornal austríacoStandard. "A situação está muito mais séria do que em qualquer outracrise financeira desde o fim da Segunda Guerra Mundial", disseSoros, segundo o jornal. Ele disse que nos últimos anos os políticos foram guiadospor alguns mal-entendidos, como o que chamou de"fundamentalismo de mercado" --a crença de que os mercadosfinanceiros atuariam como um equilíbrio. "É uma idéia errada", disse ele. "Realmente temos uma sériacrise financeira agora." Questionado se os Estados Unidos estão caminhando para arecessão, Soros respondeu: "Sim, essa é uma ameaça aos EstadosUnidos". Ele acrescentou estar surpreso sobre quão pequeno foi oentendimento existente em torno de como uma recessão também éuma ameaça para a Europa. As ações de empresas européias caíram quase 6 por cento nasegunda-feira, sua maior perda em um único dia desde os ataquesde 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos. (Por Karen Strohecker)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.