coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Para Stephanes, vitória na OMC sobre EUA é apenas moral

Decisão favorável ao Brasil considera infundada a manutenção dos subsídios norte-americanos sobre o algodão

William Schomberg, da Reuters,

16 de outubro de 2007 | 18h19

O triunfo do Brasil na Organização Mundial do Comércio (OMC) em um caso contra os Estados Unidos sobre subsídios ao algodão é apenas uma vitória moral e adotar medidas de retaliação contra Washington é difícil, disse o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes.   Um painel da OMC decidiu a favor do Brasil nesta segunda-feira, 15, considerando que os EUA não haviam tomado ações suficientes para reformar seus subsídios ao algodão. "Essas são situações de conflito que vencemos, mas não conseguimos qualquer tipo de compensação. Ganhamos mas não levamos", disse Stephanes a repórteres em Bruxelas.   A nova decisão da OMC voltou a condenar as políticas dos Estados Unidos para a área de produção de algodão. Segundo a organização, elas continuam em desacordo com as regras internacionais de comércio.   "A questão é muito complexa e é difícil adotar medidas contrárias aos Estados Unidos", afirmou o ministro. O caso já se arrasta por cinco anos e custou milhões de dólares ao Brasil, com parte das despesas bancadas por produtores brasileiros.   Nesta terça, o governo norte-americano informou que deverá recorrer da decisão da OMC, o que deverá estender a disputa por mais tempo.

Tudo o que sabemos sobre:
OMC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.