Imagem Adriana Fernandes
Colunista
Adriana Fernandes
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Para Tesouro, não houve explosão de gasto com pessoal

O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, disse hoje que a explosão de gastos de pessoal "não ocorreu e não vai ocorrer". Segundo ele, os dados das contas do governo central - que inclui Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social - no primeiro quadrimestre confirmam essa avaliação. No período, as despesas com pessoal tiveram uma expansão de 7,2%.

ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

26 de maio de 2010 | 18h44

"A explosão de gastos de pessoal, que alguns analistas viam para o País, não está ocorrendo e não vai ocorrer. Como sempre dissemos. No ano passado, eu passei todos os meses vindo aqui (na entrevista de dados das contas do Governo Central) e afirmando que as despesas de pessoal cresceram só mais uma vez e só", argumentou.

O secretário acrescentou: "acabou, não vai ter mais aumento". Augustin também voltou a defender a política de recuperação dos salários dos servidores federais. "Foi necessário. Nesse ano, a economia não precisa mais de demanda e não vamos aumentar mais pessoal. Portanto, esse estímulo não ocorrerá", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
gastospessoalexplosãoAugustinTesouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.