Para um terço da população, País será potência em 2020

A auto-estima do brasileiro está em alta, mas o Brasil ainda está distante de ser visto pela opinião pública mundial como uma potência internacional. Uma pesquisa conduzida pela Fundação Bertelsmann, uma das mais respeitadas da Alemanha, concluiu que um terço dos brasileiros acredita que o País será uma das potências mundiais já em 2020. A confiança da população é bem maior que a percepção da comunidade internacional sobre o País. Segundo a pesquisa, apenas 11% da população dos demais países acredita que o Brasil será uma potência mundial na próxima década. O levantamento foi feito com cidadãos dos Estados Unidos, Europa, Japão e com os BRICs (Brasil, Rússia, Índia e China). Segundo os pesquisadores, os resultados da enquete são reveladores não apenas da percepção dos demais países sobre o futuro das relações internacionais, mas também sobre o que cada povo pensa de si. No total, 9 mil pessoas foram entrevistadas em todo o mundo, das quais 1,5 mil no Brasil. Entre os 9 mil entrevistados no mundo, apenas 5% disseram que Brasil é visto como uma potência mundial hoje. Entre os brasileiros, 13% acreditam que o País ocupa essa posição. "É inquestionável que Brasil não é visto como potência hoje", afirma o estudo. Uma proporção maior da comunidade internacional vê a India (15%) e a Rússia (39%) como potências.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.