Para YPF, acordo com Repsol atrairá investimento em petróleo na Argentina

O acordo de compensação negociado entre a argentina YPF e a espanhola Repsol vai abrir oportunidades para empresas estrangeiras investirem nos recursos não explorados de petróleo e gás natural do país sul-americano, disse nesta o presidente da YPF, Miguel Galuccio, à Reuters.

Reuters

28 de novembro de 2013 | 11h12

O conselho da Repsol concordou por unanimidade na quarta-feira em iniciar negociações formais com a Argentina sobre a proposta de compensação pelos ativos da YPF que Buenos Aires expropriou no ano passado.

"A assinatura de um acordo entre a Repsol e o Estado argentino dará a confiança necessária para formar novas alianças com potenciais investidores e impulsionar a exploração não-convencional", disse Galuccio à Reuters em uma entrevista realizada por e-mail.

Já terceiro maior exportador mundial de milho e soja, a Argentina também pode se tornar um grande produtor de petróleo e gás, caso o governo do país consiga atrair os dezenas de bilhões de dólares que precisa para explorar a mega reserva de Vaca Muerta, com enorme potencial de óleo e gás não convencionais.

(Reportagem de Karina Grazina)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPETROLEOARGENTINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.