Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Paraguai e Brasil farão vacinação conjunta contra a aftosa

O Paraguai informou hoje que fará, a partir de 15 de fevereiro, uma campanha de vacinação conjunta com o Brasil contra a febre aftosa. A ação atingirá as fazendas situadas a 25 quilômetros da fronteira entre os dois países.O objetivo da campanha é imunizar o gado de 11 municípios do Paraná e de cidades dos departamentos (províncias) paraguaios de Alto Paraná (sudeste) e Canideyú (nordeste), disse o presidente do Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Animal do Paraguai (Senacsa), Hugo Corrales.As autoridades veterinárias dos dois países prevêem, posteriormente, repetir a imunização no estado do Mato Grosso do Sul, também fronteiriço com o Paraguai, e nos departamentos limítrofes de Concepción e Amabay, ao nordeste do Paraguai.A campanha pretende evitar o surgimento de novos focos da doença, como os 30 registrados em setembro de 2005 no Paraná e no Mato Grosso do Sul. Nessa ocasião, o Senacsa declarou a emergência veterinária na região fronteiriça e voltou a vacinar 90% do gado bovino de Alto Paraná, Canindeyú e Amambay, vizinhos aos dois estados brasileiros.O Paraguai mantém seu certificado de país livre de aftosa com vacinação, o que permitiu ao país exportar carne bovina a mais de 47 mercados em 2005, assim como alcançar um recorde de receitas de US$ 238 milhões com a atividade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.