Paraguai sacrifica animais doentes

O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2011 | 03h06

Os serviços veterinários do Paraguai começaram a sacrificar quase mil cabeças de gado bovino para isolar o foco de febre aftosa detectado na semana passada no Departamento de San Pedro, no centro do país. Foram 819 animais, da Fazenda Santa Helena, a 300 quilômetros ao norte de Assunção. Os animais são abatidos a tiros, método conhecido como "rifle sanitário", e enterrados em uma grande vala que, ao final, é coberta com cal, segundo indicaram fontes. A tarefa tem o apoio das Forças Armadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.