coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Paralisação atinge 190 mil metalúrgicos em SP

Cerca de 190 mil trabalhadores metalúrgicos de aproximadamente mil empresas do Estado de São Paulo pararam suas atividades nesta hoje, segundo a Força Sindical. Estes metalúrgicos fazem parte do grupo denominado 19-3, que emprega cerca de 50% dos 700 mil trabalhadores da categoria no Estado e envolve indústrias de máquinas, eletroeletrônicos, eletrodomésticos, artefatos de metais não ferrosos, condutores elétricos e esquadrias metálicas. As paralisações ocorreram na manhã de hoje e duraram, em média, quatro horas. Elas ocorreram em repúdio à oferta de 6% de reajuste salarial global, o que, de acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, não alcança nem 2% de aumento real. Além disso, foi um protesto à retirada de cláusulas sociais da convenção coletiva de trabalho.Os trabalhadores reivindicam reajuste salarial de 12% e manutenção das cláusulas sociais, inclusive as que garantem estabilidade no emprego aos acidentados no trabalho e portadores de doenças profissionais. De acordo com o balanço do primeiro dia, a paralisação teve repercussão positiva. Os empresários teriam marcado novas negociações, amanhã, comprometendo-se a apresentar uma contraposta às reivindicações dos trabalhadores.

AE, Agencia Estado

22 de outubro de 2007 | 16h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.