Paraná deve dobrar exportações de álcool

As usinas e destilarias do Estado do Paraná deverão dobrar, pela segunda safra consecutiva, as exportação de álcool. De acordo com a Associação dos Produtores de Açúcar e Álcool do Paraná (Alcopar), entidade que reúne as 18 usinas e as nove destilarias paranaenses.A exportação de álcool deve movimentar até 250 milhões de litros na safra 2004/2005, graças à ampliação do fornecimento do produto combustível para o Japão, país que recebeu nesta safra 2003/2004 apenas 12 milhões de litros para testes.Na safra 2003/2004 o Paraná exportou 120 milhões de litros de álcool, a maioria do volume para a Europa com finalidade industrial ou química. O total exportado representa 10% do produzido no Estado na safra, que foi de 1,224 bilhão de litros. Na safra 2002/2003 as exportações de álcool não chegaram a 70 milhões de litros. "Nós enviamos nesta safra (2003/2004) apenas um navio para o Japão e estamos finalizando uma ampliação e um novo acordo para este ano, o que deve ocorrer em dez dias", disse o superintendente da Alcopar, José Adriano da Silva Dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.