Paraná deve exportar US$ 90 mi em móveis em 2004

O pólo moveleiro do Paraná pretende exportar o equivalente a US$ 90 milhões ao longo de 2004, segundo o Programa Brasileiro de Incremento à Exportação de Móveis (Promóvel). A receita que deve ser gerada nos negócios internacionais neste ano é 50% superior ao faturado em 2003, quando foram embarcados US$ 60 milhões pelo setor paranaense de móveis.Os números foram apresentados ontem pelo órgão, durante a abertura da Movelpar Eletro (www.movelpar.com.br), que se realiza até sexta-feira no Pavilhão Expoara, em Arapongas (PR). O evento, que conta com 140 expositores nesta edição, é o único do País a reunir móveis e eletroeletrônicos. Até sexta, cerca de 25 mil visitantes devem passar pela feira e movimentar cerca de R$ 100 milhões em negócios.Da expectativa total de negócios gerados durante o evento, US$ 500 mil devem corresponder a contratos internacionais. Por meio do Promóvel, estão em Arapongas importadores da Inglaterra, Chile, Peru e Costa Rica, que demonstraram interesse no portfólio das empresas paranaenses.Criado em novembro de 1998 pela Associação Brasileira da Indústria do Mobiliário (Abimóvel) em parceria com a Agência de Promoção às Exportações (Apex), órgão do Ministério do Desenvolvimento da Indústria e do Comércio, o Promóvel atua na capacitação e divulgação de empresas nacionais do setor moveleiro no exterior.O Pólo Moveleiro do Norte do Paraná reúne cerca de 550 empresas, a maior parte delas localizada em Arapongas - são 160 indústrias que fabricam diversos tipos de móveis e estofados, gerando 6.617 empregos diretos. Em 2003, o faturamento do pólo foi de R$ 680 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.