Parcela de empréstimos com problemas recua na China em janeiro

A parcela do crédito "non-performing" - que sofre atraso no pagamento de juros e cujo recolhimento do principal é incerto - sobre os empréstimos totais do setor bancário da China caiu para 1,48% ao final de janeiro, 0,1 ponto porcentual abaixo do nível do início do ano.

Marcílio Souza, da Agência Estado,

26 de fevereiro de 2010 | 09h53

 

De acordo com a comissão que regulamenta o setor bancário chinês, os empréstimos "non-performing" somavam 483 bilhões de yuan ao final de janeiro, 14,3 bilhões de yuan a menos do que no início do ano.

 

Os ativos totais do setor bancário da China ao final de janeiro aumentaram 25,5% em comparação com o nível de igual período do ano passado, para 80,5 trilhões de yuan (US$ 11,8 trilhões). As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
China, empréstimos, janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.