carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Parcela estrangeira na dívida pública cai em novembro

O coordenador-geral de Operações da Dívida Pública do Tesouro Nacional, Fernando Garrido, informou hoje que a participação dos investidores estrangeiros na dívida pública mobiliária federal interna (DPMFi) caiu de 10,19% em outubro para 10,03% em novembro. Em valores nominais, contudo, a participação ficou estável, em R$ 155,3 bilhões. De acordo com Garrido, os números de novembro e de outubro evidenciam que após a elevação do Impostos sobre Operações Financeiras (IOF) sobre o capital estrangeiro, os investidores fizeram um movimento de "parada técnica". Mas ele ressaltou que não está havendo venda de papéis por estrangeiros.

FABIO GRANER E ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

20 de dezembro de 2010 | 16h09

Garrido também informou que o colchão de liquidez que o Tesouro tem atualmente equivale a cerca de cinco a seis meses de vencimento da dívida pública interna. Esse colchão é o dinheiro que o Tesouro tem em caixa para fazer o pagamento de dívidas em momentos em que o órgão tem dificuldades para emitir papéis em mercado e, assim, pagar as dívidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.