Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Parcela mais barata é de R$ 50

A prestação mais barata do programa Minha Casa, Minha Vida será de R$ 50 mensais para quem ganha até três salários mínimos (R$ 1.395). Durante a fase de elaboração do pacote, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, chegou a afirmar que as famílias mais pobres pagariam um valor simbólico, na faixa de R$ 15 a R$ 20. Os técnicos concluíram, porém, que esse valor não compensaria os custos da cobrança. Mesmo assim, os subsídios serão quase integrais. "Os calculos preliminares indicavam uma prestação de R$ 15 a R$ 20, mas avaliamos que essa quantia é muito pequena para quem vai receber um imóvel de R$ 40 mil, em média", afirmou Jorge Hereda, vice-presidente da Caixa Econômica Federal. Na prática, as famílias que ganham até três salários mínimos vão desembolsar 10% de sua renda ou R$ 50 de prestação - a cifra que for maior - para uma moradia de 42 metros quadrados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.