Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Parceria entre Embraer e empresa chinesa prevê 300 aviões em 10 anos

O presidente da Embraer, Maurício Bodelho, informou nesta segunda-feira que o contrato que assinará com a chinesa Avic-II para fabricação de aeronaves da companhia brasileira na China prevê a produção de 300 aeronaves em território chinês durante o período de 10 anos. Segundo ele, o contrato inicial deverá envolver US$ 6 bilhões.De acordo com assessores do Ministério do Desenvolvimento, o acordo entre a Embraer e a Avic-II deverá ser assinado por volta do dia 5 de dezembro, em Pequim. Bodelho participou da criação do Conselho Empresarial Brasil-China, no Expo Center Norte, em São Paulo, onde está sendo realizado a "China Exposição de Engenharia, Tecnologia e Equipamentos Completos".

Agencia Estado,

25 de novembro de 2002 | 19h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.