Agência Câmara
Agência Câmara

'Parece que proposta de reforma da Previdência é bem inconsistente', diz Paulinho da Força

Segundo ele, a proposta de estabelecer regras diferentes de aposentadoria para homens acima e abaixo de 50 anos de idade é 'completamente aloprada'

Igor Gadelha, Broadcast

05 de dezembro de 2016 | 11h51

SÃO PAULO - O deputado federal Paulo Pereira da Silva (SD-SP), presidente licenciado da Força Sindical, afirmou nesta segunda-feira que a proposta de reforma da Previdência que o governo Michel Temer deve enviar ao Congresso Nacional é bastante "inconsistente". Na avaliação dele, caso as propostas que estão sendo veiculadas pela imprensa sejam, de fato, enviadas, "não tem nenhuma possibilidade" de serem aprovadas por deputados e senadores.

"Parece que a proposta é bem inconsistente", afirmou ao Broadcast, notícias em tempo real do Grupo Estado, o parlamentar, conhecido como Paulinho da Força. Segundo ele, a proposta de estabelecer regras diferentes de aposentadoria para homens acima e abaixo de 50 anos de idade é "completamente aloprada". "Uma proposta dessa resiste no Congresso? Não tem nenhuma possibilidade. É completamente aloprada", disse.

Paulinho participará na noite desta segunda-feira de reunião com o presidente Michel Temer e outros dirigentes de centrais sindicais para discutir a proposta de reforma da Previdência, cuja previsão é de que seja enviada nesta terça-feira, 6, ao Congresso. "Se for isso que jornais estão dando, vamos falar contra", afirmou. Segundo ele, na terça-feira, as centrais devem fazer uma reunião fechada para avaliar ponto a ponto da proposta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.