Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Parente diz que venda de ações do BB não será suspensa nem adiada

O ministro Pedro Parente, chefe da Casa Civil, afirmou nesta terça-feira, que a venda de ações do Banco do Brasil não será suspensa nem adiada. Na segunda, o deputado federal e senador eleito, Aloízio Mercadante (PT-SP) ressaltou que o PT é contra a venda de ações neste momento. Segundo Parente, não houve irresponsabilidade na declaração de Mercadante, mas o governo federal entende que deve prosseguir a operação de venda."Mercadante apenas manifestou sua opinião e não pode ser criticado por isso, mas nós temos o nosso ponto de vista e achamos que a venda de ações do BB é o coroamento de um trabalho de saneamento dos bancos oficiais federais e que essa é uma etapa fundamental e que deve ser feita o mais cedo possível", disse Parente. Ele lembra ainda que é esse trabalho de saneamento que vai garantir ao BB a obrigação de ser transparente e assim cumprir um dos requisitos para ser listado no novo mercado.Sobre a divergência entre os dois governos, o atual e o recém-eleito, Parente lembrou que uma das regras de procedimento entre os membros da equipe de transição já previa o que acabou acontecendo no caso do BB. "A idéia básica é a seguinte: assuntos relevantes e cuja repercussão vai além de 2003, ficou combinado que discutiríamos com a equipe do Lula. Se houvesse acordo, ótimo. Se não houver acordo, que foi o que aconteceu no caso do BB, nós tomaríamos a decisão", explicou Parente.Essa decisão, segundo Parente, poderia deixar o tema em questão para uma solução futura ou decidir o que deve ser feito de acordo com o que pensa o atual governo. "E foi o que nós fizemos porque é nossa responsabilidade, mas isso não significa que houve qualquer confusão ou estremecimento, ainda ontem falei com Palocci sobre esse assunto, depois das declarações de Mercadante", disse Parente, citando o coordenador da equipe de transição do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, Antonio Palocci.

Agencia Estado,

05 de novembro de 2002 | 14h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.