Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Parlamento alemão autoriza ampliação do fundo de resgate da zona do euro

Resolução determina que Merkel pressione os bancos importantes para o sistema a aumentarem seu capital principal para 9% até 30 de junho de 2012 

Danielle Chaves, da Agência Estado,

26 de outubro de 2011 | 12h20

FRANKFURT - O Parlamento da Alemanha aprovou uma resolução que efetivamente dá à chanceler Angela Merkel permissão para finalizar um plano para ampliar a capacidade de empréstimo do fundo de resgate da zona do euro, a Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês), na reunião de líderes europeus mais tarde hoje, em Bruxelas, na Bélgica.

Dos 596 parlamentares que participaram da sessão, 503 apoiaram a resolução, 89 votaram contra e quatro se abstiveram. A resolução determina que Merkel pressione os bancos importantes para o sistema a aumentarem seu capital principal para 9% até 30 de junho de 2012.

Os parlamentares também pediram o fim do programa do Banco Central Europeu (BCE) para compra de bônus de países debilitados da zona do euro no mercado aberto e pediram um compromisso claro com relação à independência do BCE.

Outra exigência dos parlamentares foi que Merkel trabalhe em direção à implementação de um imposto sobre transações financeiras pan-europeu na reunião de líderes do G-20 em Cannes, na França, no próximo mês. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.