Parlamento da Grécia aprova lei de privatização por margem estreita

Legislação dará ao governo mais flexibilidade para privatizar as concessionárias públicas

Danielle Chaves, da Agência Estado,

31 Outubro 2012 | 11h32

ATENAS - O Parlamento da Grécia aprovou, por uma margem apertada, uma legislação que dará ao governo mais flexibilidade para privatizar as concessionárias públicas. A votação foi vista como o primeiro teste crucial do governo de coalizão formado por três partidos.

A lei, que foi votada artigo por artigo, foi aprovada por uma pequena maioria na maior parte dos casos. No geral, 148 votos foram favoráveis à legislação, 139 foram contrários e houve 6 abstenções, segundo o site do jornal grego Kathimerini.

Muitos deputados dos partidos menores da coalizão, o Esquerda Democrática e o Socialista (Pasok), não votaram enquanto outros ficaram divididos, apoiando algumas medidas, mas rejeitando outras. O resultado da votação destaca o aumento das disputas dentro da coalizão, apenas uma semana antes de o Parlamento votar um pacote multibilionário de austeridade e reformas que a Grécia precisa aprovar para obter mais ajuda dos parceiros internacionais.

O primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, alertou ontem os dois parceiros menores da coalizão a apoiarem o pacote de austeridade para não levarem o país ao caos. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
greciaatenascriselegislação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.