Parlamento grego aprova execução do plano fiscal

O Parlamento da Grécia aprovou a legislação para implementação do crucial plano de austeridade fiscal de cinco anos, no valor de 28,4 bilhões de euros, um dia depois de dar sinal verde para as linhas gerais do plano. De acordo com uma contagem feita pela Dow Jones, a legislação foi aprovada com pelo menos 151 votos a favor, de um total de 300 parlamentares.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

30 de junho de 2011 | 11h20

A vitória do governo do primeiro-ministro George Papandreou abre caminho para que os credores internacionais prossigam com os planos para fornecer à Grécia um novo pacote de ajuda para evitar que o país declare a moratória. O Fundo Monetário Internacional (FMI) e a União Europeia fizeram da aprovação do plano de austeridade e da legislação de implementação das medidas uma precondição para que a Grécia recebesse mais ajuda.

"O que é necessário aqui, com o coração aberto e absoluta sinceridade, é ajudar o país a ficar novamente sobre seus próprios pés", declarou o ministro de Finanças grego, Evangelos Venizelos, pouco antes da votação.

Agora a atenção se voltará para a reunião de ministros de Finanças da zona do euro, no domingo, quando eles tentarão elaborar um novo plano de resgate para a Grécia. O pacote pode incluir novos empréstimos da União Europeia e do FMI, bem como acordos voluntários dos credores bancários do país. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.