Parmalat deve R$ 30 milhões a produtores de leite

A maioria dos produtores que entregou leite à Parmalat ainda é credora da empresa, mostra pesquisa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Em fevereiro, foram ouvidos 1.142 produtores de leite, de um total de 800 mil em todo o País. Dos entrevistados, 6% forneciam leite à Parmalat. Desse total, 74% ainda têm a receber da empresa. Só com os produtores, a Parmalat tem dívidas de R$ 30 milhões, calculou o presidente da comissão de pecuária de leite da CNA, Rodrigo Alvim. Ele citou números da pesquisa que indica que, após a crise da Parmalat, 22% dos entrevistados pensam em reduzir a produção e 25% pretendem investir em outras atividades. Apenas 6% disseram que a crise da multinacional italiana é uma oportunidade para aumentar a produção. Segundo a pesquisa, 44% dos produtores não esperam alterar o ritmo de produção. Para os produtores brasileiros de leite, o principal efeito da crise da Parmalat, iniciada em dezembro passado na Itália, foi a queda dos preços no mercado interno. Para 77% dos entrevistados, a queda de preços foi o principal problema enfrentado. Outros 17% apontaram dificuldade na comercialização.

Agencia Estado,

18 Março 2004 | 20h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.