Parmalat diz que leite Ômega 3 segue procedimentos legais

A Parmalat divulgou comunicado nesta quinta-feira argumentando que o leite semidesnatado com Ômega 3 está "absolutamente dentro das especificações descritas no rótulo e cumpre rigorosamente todos os requisitos regulamentares e da legislação pertinente". A empresa está sendo questionada pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério do Justiça, que afirma que a Parmalat faz publicidade enganosa ao anunciar na embalagem do leite uma quantidade de 0,08 gramas de ômega 3, quando na verdade o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) constatou que a quantidade de ômega 3 no leite é de 0,01 grama.Segundo a Parmalat, esse resultado de dosagem do Inmetro não é de conhecimento da empresa, que até agora não recebeu o laudo do instituto para saber como foi feita essa análise. O comunicado da multinacional explica que a orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é de rotular a expressão "dois copos de 200 ml do leite Parmalat Ômega 3 fornecem 24% do consumo diário de ácidos graxos EPA/DHA, conforme ANVISA/Ministério da Saúde." Os ácidos são indicados para a prevenção de doenças cardiovasculares.A empresa alega que se houvesse algum problema com a sua composição, a Anvisa não permitiria a sua comercialização. A Parmalat diz ainda que só tomou conhecimento da instauração do processo administrativo do DPDC no dia de ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.