Greve dos Correios: saiba como evitar juros por atraso na contas

coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Greve dos Correios: saiba como evitar juros por atraso na contas

Paralisação continua na maioria dos 36 sindicatos dos funcionários; na capital paulista, nova assembleia está marcada para segunda-feira

O Estado de S.Paulo

05 de maio de 2017 | 17h30

SÃO PAULO - Greve dos Correios continua na maioria dos 36 sindicatos dos funcionários da empresa pelo Brasil. Boa parte deles não conseguiu avaliar as propostas negociadas entre os dirigentes da empresa e representantes dos empregados em reunião na presidência dos Correios em Brasília na última quinta-feira.

Funcionários dos Correios de Brasília e do Espírito Santo aprovaram as propostas. Na capital paulista, a proposta foi rejeitada pelos funcionários. No entanto, o sindicato da região terá outra assembleia na segunda-feira, 8, para reavaliação das propostas.

Os representantes dos funcionários dos Correios e dirigentes da empresa discutem as propostas de revogação da suspensão das férias até dezembro deste ano, a manutenção do plano de saúde e a negociação dos dias de paralisação. 

O plano de saúde CorreiosSaúde arca com 93% das despesas médicas e odontológicas dos funcionários. A empresa alega que o atual modelo é insustentável.

Segundo o departamento de comunicação dos Correios, os serviços continuam funcionando normalmente, inclusive o Sedex e o banco postal. A exceção envolve as modalidades com hora marcada (Sedex 10, Sedex 12 e Sedex Hoje).

Em nota, a empresa ratifica que confia no bom senso dos funcionários para encerrar a paralisação parcial, de forma a não prejudicar ainda mais a qualidade dos serviços prestados à população./AGÊNCIA BRASIL

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.