Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Partido democrata suiço pede abertura de processo contra UBS

Acusão de fraude fiscal tem como alvo dois ex-presidentes do banco e envolve clientes norte-americanos

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

14 de agosto de 2009 | 11h53

O partido Social Democrata da Suíça pediu aos promotores de Zurique que abram processo Judicial contra os ex-presidentes do UBS, Marcel Ospel e Peter Kurer, relacionado à administração de recursos norte-americanos no exterior. Em carta aos promotores, o presidente do partido, Christian Levrat, disse que o acordo fechado entre o banco e o Serviço de Receitas Domésticas dos Estados Unidos esta semana torna aparente que dados serão transferidos às autoridades da receita norte-americana. "Tal fato significa que o UBS ajudou e foi cúmplice de fraude fiscal".

 

Os presidentes do UBS de 2001 a 2008 e de 2008 até a última primavera, Ospel e Kurer, respectivamente, devem assumir a responsabilidade pela má conduta, disse Levrat. A promotoria confirmou o recebimento do pedido e disse que o mesmo será avaliado. "Até o momento, não há evidências suficientes para a acusação. Isso pode ou não mudar", afirmou o promotor Peter Pellegrini, que disse estudar o caso há 18 meses. Peter Kurer rebateu as acusações, dizendo não haver fundamento. Ospel e o UBS não comentaram.

 

Na quarta-feira, 12, o UBS e o governo dos Estados Unidos assinaram um acordo final para encerrar uma investigação sem precedente de evasão fiscal, envolvendo 52 mil dos clientes norte-americanos do banco suíço. Os detalhes do acordo não foram revelados e devem ser divulgados na semana que vem.

 

Separadamente, a ministra da Justiça da Suíça, Eveline Widmer-Schlumpf, afirmou em entrevista à uma estação de rádio, que o governo estudará a possibilidade de pedir ao UBS ajuda para pagar as despesas com o lobby feito em Washington em favor do banco. A ministra liderou uma delegação que incluiu representantes de assuntos exteriores e das finanças enviada aos EUA mostrando que o caso transformou-se em um assunto de Estado.

 

Citando fontes, o New York Times disse que as autoridades norte-americanas preparam um processo criminal contra 150 clientes norte-americanos do UBS. Muitos dos processos podem resultar em acusações criminais contra pessoas físicas, segundo o site do jornal. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
UBSprocessoSuiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.