GABRIELA BILO/ESTADAO
GABRIELA BILO/ESTADAO

Partidos de oposição entregaram 19 votos a favor da reforma

'Rebeldes' do PSB entregaram 11 votos; do PDT, oito deputados votaram a favor da reforma

Eduardo Rodrigues e Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

10 de julho de 2019 | 22h32

BRASÍLIA - A aprovação do texto-base da reforma da Previdência por 379 votos favoráveis no plenário da Câmara dos Deputados, na noite desta quarta-feira, 10, contou com 19 votos de parlamentares de partidos da oposição que encaminharam votação contra o texto.

Como já era esperado, a maioria dos “rebeldes” são do PSB, que entregou 11 votos pela reforma. Contrariamente à posição do partido, votaram a favor do texto Átila Lira (PI), Emidinho Madeira (MG), Felipe Carreras (PE), Felipe Rigoni (ES), Jefferson Campos (SP), Liziane Bayer (RS), Luiz Flavio Gomes (SP), Rodrigo Agostinho (SP), Rodrigo Coelho (SC), Rosana Valle (SP) e Ted Conti (ES).

Já o PDT, que chegou a ameaçar os “traidores” de expulsão do partido, entregou oito votos pela aprovação da reforma: Alex Santana (BA), Flavio Nogueira (PI), Gil Cutrim (MA), Jesus Sérgio (AC), Marlon Santos (RS), Silvia Cristina (RO), Subtenente Gonzaga (MG) e Tabata Amaral (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.