Páscoa: dicas em caso de roubo de cheques

O correntista que for vítima de assaltos ou extravio dos talões de cheque, durante o feriado, pode registrar a ocorrência na Centralização de Serviços dos Bancos S.A. (Serasa) através do serviço Recheque. O serviço funciona normalmente de segunda a segunda e também nos feriados, 24 horas por dia, com cobertura em todo o País.Quando é registrado um desses casos no serviço de informações Recheque, a Serasa deixa disponível a informação ao comércio instantaneamente. Após a reabertura dos bancos, o correntista deve procurar sua agência para sustar os cheques roubados ou extraviados. Criado em 1992, o Recheque é um sistema que mantém informações sobre cheques sem fundo, cancelados, sustados, roubados e extraviados. O telefone é (0XX11) 232-0137.Serasa: recomendações aos correntistasPara reduzir os riscos por perda ou roubo de cheques, os técnicos da Serasa sugerem aos correntistas os seguintes cuidados:- Carregar apenas alguns cheques, necessários aos pagamentos das despesas e compras do dia;- Separar o cheque de qualquer documento pessoal;- Apresentar sempre documentos aos comerciantes. Vale até mesmo exigir que ele verifique sua carteira de identidade. Essa é uma prática que, além de proteger o correntista, ajuda o lojista na identificação de cheques roubados;- Os cheques devem ser sempre nominais e cruzados; nunca ao portador.Serasa: recomendações aos comerciantesTambém para evitar o recebimento de cheques roubados e extraviados, diminuindo assim os riscos da inadimplência, os comerciantes devem tomar os seguintes cuidados:- Solicitar carteira de identidade do cliente, comparando a foto com o apresentante. Evitar outro tipo de documento;- Verificar o preenchimento correto do cheque - valor em algarismos e por extenso (reais) e data da emissão (dia, mês e ano);- Não aceitar cheques de terceiros, mesmo acompanhados da carteira de identidade. O roubo do talão poderá estar incluindo também o documento de identidade;- Comparar a assinatura do cheque com a do documento. Esta pode ser diferente, mas ajuda na identificação das características de grafia do emitente;- Os comerciantes também podem consultar, por meio de convênio com a Serasa ou outras instituições, a base de dados que reúne informações sobre cheques sem fundos, roubados e extraviados em todo o Brasil. No caso da Serasa, o serviço é o ACHEI-Recheque - Arquivo de Cheques Irregulares, roubados e extraviados.

Agencia Estado,

12 de abril de 2001 | 13h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.