finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Passagens: Gol e Vasp são mais flexíveis

A Vasp e a Gol praticam tarifas competitivas, oferecendo vôos regulares e menos restrições nas passagens. Especialmente depois da última rodada de aumentos, as tarifas da Gol, que não reajustou seus preços, ficaram entre as menores do mercado. São boas opções para quem prefere evitar as inúmeras restrições impostas pelas empresas de fretamento e também das tarifas promocionais das grandes empresas. Elas são especialmente atraentes para viajantes ocasionais, que não aproveitam os benefícios dos programas de milhagem das empresas de perfil mais tradicional (Varig, TAM e Transbrasil). A Vasp é a única entre as oito empresas pesquisadas que não cobra multa para remarcação de bilhetes ou para o passageiro que perde o vôo. Também não exige antecedência nem restringe o desconto para os vôos noturnos. O financiamento é em até três vezes no cartão de crédito. A Gol tem uma frota de sete aviões, com menos vôos que as grandes empresas, porém mais do que as operadoras de vôos fretados. A empresa pretende incluir mais três aviões em sua frota até o mês de setembro deste ano. Os preços dos vôos sofrem pequenas alterações em função do horário. Nos horários menos requisitados, como no horário do almoço, são mais baixos. No trecho São Paulo (Congonhas) - Rio (Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim, antigo Galeão), por exemplo, dependendo do horário, a passagem pode custar R$ 79, R$ 94 ou R$ 99. A multa para remarcação ou cancelamento é de R$ 25,00, mas não é exigida antecedência. Veja no link abaixo uma tabela resumindo a pesquisa de preços com as oito principais empresas nacionais e os endereços dos seus sites para reservas e informações na Internet. Confira também uma matéria sobre as vantagens e desvantagens das empresas mais tradicionais do mercado e outra sobre as empresas de fretamento, com as melhores ofertas do mercado.

Agencia Estado,

19 de junho de 2001 | 16h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.